02 setembro 2012

Algumas suculentas ... na Ilha do Farol, Algarve


Ilha do Farol, Algarve

Fui pela primeira vez à Ilha do Farol, no Algarve. Fiquei agradavelmente surpreendido, não só com as plantas que por lá encontrei mas, também, com a relação que os moradores da ilha têm com os seus espaços verdes. 

Na sua grande maioria, as plantas existentes eram suculentas (um pouco mais afastada das casas, encontrei frequentemente, de forma expontânea, a "planta do caril", helychrisum italicum). Algumas, notava-se, não eram regadas há meses e meses, mas mantinham a sua beleza, apesar da processo de adaptação à quase ausência de água, à forte exposição solar e a temperaturas elevadas, não estivessem perto de África, o que resulta, nalguns casos, em plantas com folhas de menor dimensão, do que estamos habituados a ver, e com cores muito mais intensas. Conheço bem esta resistência, esta capacidade de sobrevivência das plantas suculentas. Mas, impressionou-me ver uma ilha inteira cheia de suculentas, algumas das quais costumo produzir, tão bem adaptadas a condições tão adversas.


kalanchoe

aeonium arboreum

aloe brevifolia



cacto em floração


cacto 

crassula portulacaria

crassula

agave americana variegata


Os espaços verdes na Ilha do Farol, junto às casas, consistem em canteiros cheios de plantas suculentas, na sua grande maioria. Rapidamente percebi que eram cuidados, que havia manutenção. Mas, o que me impressionou, ao percorrer a ilha, foi constatar que quase todas(!) as casas tinham o seu jardim/canteiro (mais ou menos elaborado) e que os seus proprietários tinham  uma relação muito "próxima" com o seu "verde". 
Confesso que senti admiração por aquelas pessoas que, com tão poucos recursos ali disponíveis (solo pobre - areia- pouca ou nenhuma água para rega e muito sol), dão uma grande lição, de como nos devemos relacionar com o meio ambiente.


agave e lampranthus

aloe

jardim "muito elaborado" com suculentas, telhas, pedras etc

agave, aloe, yuca

agaves e trepadeiras cheias de vigor

as pedras são um elemento muito presente nos canteiros

aloes colocados em tijolos

aloes como separador


Sem comentários:

Enviar um comentário